Veronica Mars vai virar filme (e o que isso significa para as séries canceladas)

15 de março de 2013

Procrastinando pelo Tumblr (porque não existe coisa melhor do que ficar coletando gifs do Catbug de Bravest Warriors no lugar de terminar a monografia), descobri que anteontem foi criado um projeto no Kickstarter* para arrecadar fundos para a produção de um filme de Veronica Mars.

Minha reação inical.
Veronica Mars foi para mim uma das melhores séries dos anos 2000. Infelizmente, como parece acontecer com tantas séries de TV legais, foi cancelada ainda na terceira temporada e ainda por cima teve um final tão injusto, tanto para a Veronica, quanto para os fãs da série.

Para quem não conhece ou não se lembra bem, Veronica Mars é uma série do gênero drama / mistério (e que tem um pouco de noir) e que acompanha Veronica (interpretada pela Kristen Bell), uma estudante do colegial que namora um herdeiro milionário, Duncan Kane (Teddy Dunn), e tem uma vida incrível... Até a sua melhor amiga, Lilly Kane (interpretada pela Amanda Seyfried!), ser assassinada, o seu namorado se afastar sem explicações, o seu pai, Keith Mars (Enrico Colantoni), perder o cargo de xerife do condado e sua mãe, Lianne, abandonar a família.

Depois de sofrer muito (não vou contar o que mais acontece, esse post já tem spoilers demais!), Veronica passa a ajudar o pai na sua nova agência de detetives, investigando crimes cometidos na cidade fictícia de Neptune, California. A série mistura assassinatos e drama high school, com comentários inteligentes e cheios de sarcasmo e personagens muito queridos, e ainda lembra um pouco de Buffy, a Caça-Vampiros.

A ideia de uma adaptação para o cinema, que daria um desfecho melhor para a história, vinha sendo discutida desde 2007. De lá para cá, fãs novos e antigos ficaram esperando ansiosamente por uma resposta da Warner Bros., detentora dos direitos da série, mas nada se concretizava. Até surgir esse projeto do Kickstarter! O criador da série, Rob Thomas, e boa parte do elenco original toparam participar do filme e até fizeram esse vídeo abaixo para chamar a atenção dos fãs. E o mais importante: a Warner Bros. concordou em bancar com a distribuição e o marketing do filme se eles conseguissem arrecadar o dinheiro necessário!


A meta inicial era alcançar US$ 2 milhões de dólares em um mês. Eles conseguiram isso em menos de 12 horas. DOZE. HORAS. Hoje, faltando ainda 29 dias para o projeto acabar, já foram feitas mais de 48.000 doações, passando dos US$ 3 milhões de dólares (mais de US$ 100 mil dólares foram doados só enquanto eu escrevia esse post). Acho que isso já deixou claro para a Warner Bros. que um filme dessa série teria sim público, mesmo que não fosse um blockbuster.

E por que isso importa tanto? Ora, já pensou o que isso significa para a volta de ótimas séries canceladas prematuramente? Quem não gostaria de uma continuação de Freaks and Geeks, Firefly, Pushing Daisies, My So-Called Life (e, pessoalmente, Life As We Know It) e tantas outras séries? Eu sei que isso dependeria também de muitos outros fatores, como a disponibilidade dos atores ou os custos de trazer de volta séries com um orçamento elevado, só para citar alguns exemplos. Além disso, fica a dúvida em relação ao que que as grandes produtoras vão fazer se/quando perceberem que projetos assim podem ser parcialmente financiados por fãs, que não são reembolsado com os lucros do resultado final.

Enfim, mesmo que outros projetos como esse não tenham sucesso, ou que essa adaptação demore para estrear (está programada para 2014) ou que as produtoras passem a se aproveitar disso de alguma maneira negativa para os fãs, eu não consigo conter a minha empolgação! Um filme, de Veronica Mars, depois de quase 10 anos!


*O Kickstarter é um site de crowdfunding que permite a arrecadação de dinheiro para diversos projetos a partir de financiamento coletivo, mas quem faz a doação ganha também recompensas por cada valor doado. Por exemplo, ano passado fiz uma doação para o Project for Awesome pelo Indiegogo (outro site de crowdfunding) e como recompensa recebi em casa um calendário com vloggers da comunidade nerdfighter do Youtube. No caso de Veronica Mars, as recompensas vão desde ter um papel (com falas!) no filme, a chance de nomear algum personagem, ter um cinema perto da sua casa locado para um sessão especial do filme só para você, mas também coisas mais simples e baratas, como pôster autografado, DVD e camiseta do filme, ou até mesmo ser seguido no Twitter pelos atores por um ano!

Guest-Post: Para Gostar de Agatha Christie

12 de março de 2013

Patrícia Farias tem 21 anos, é formada em Gastronomia e é uma ávida leitora de Agatha Christie. Pedi para ela escrever aqui um pouco sobre essa escritora tão querida por ela (e por mim também!), já que foram tantas histórias publicadas que até fico perdida na hora de ler.

Para ler Agatha Christie é preciso, no mínimo, ser curioso e gostar de um bom enigma. Tiros, afogamentos, facadas, estrangulamentos, morte por envenenamento, mortes forjadas, falsidade ideológica, testamentos visados por “possíveis herdeiros”, desentendimentos e ressentimentos familiares, dentre outras categorias, podem acontecer em vilarejos pacatos do interior da Inglaterra ou lugares mais exóticos como Egito e Mesopotâmia. Porém, até o leitor mais atento chega a ser confundido pela “Rainha do Crime”. Christie não segue regras quanto a deixar pistas óbvias no caminho, é preciso uma boa interpretação do que é apresentado na cena do crime. Todos esses romances são protagonizados por personagens bastante conhecidos pelo público. Não vou falar sobre todos, porque AINDA não li tudo o que a Agatha escreveu... quem sabe um dia?

Hercule Poirot, detetive belga, com sua forma imaculada de vestir-se, bigode simetricamente retorcido, apreciador dos costumes ingleses e da boa gastronomia, é conhecido por seu jeito metódico de investigar. É o personagem mais famoso, e o que aparece em mais romances. Como livros favoritos com ele, cito três:

A Mansão Hollow (The Hollow) - 1946 | Comprar: Book Depository
Clássico dos clássicos. Poirot é convidado a um almoço na Mansão Hollow e ao chegar se depara com uma cena que parece montada propositalmente: um homem morto na borda da piscina, sua tímida esposa com a arma na mão e os convidados olhando em volta.
Assassinato no Expresso Oriente (Murder on the Orient Express) - 1934 | Comprar: Book Depository
Hercule Poirot encontra-se a bordo do Expresso Oriente quando uma tempestade de neve cai pouco depois da meia-noite, fazendo com que o trem pare. Na manhã seguinte um dos passageiros é encontrado morto com doze facadas, e a porta de sua cabine estava trancada por dentro.
Depois do Funeral (After the Funeral) - 1953 | Comprar: Book Depository
Um rico industrial, Richard Abernethie, morre e deixa sua herança para a família. Porém, sua irmã sugere que ele pode ter sido assassinado, então Poirot decide investigar. Acho o enredo simples, mas quando comecei a ler me interessei tanto pela estória que terminei no mesmo dia.

Outra personagem bastante conhecida é Miss Jane Marple, que mora em St. Mary Mead, cidade do interior da Inglaterra. Muitos a consideram uma velhota enxerida e fofoqueira, que, muitas vezes por conta do acaso, está sempre por perto ou fica sabendo de determinado crime. Apesar de não possuir o método organizado de Poirot, gosto muito de suas estórias. Acho interessante o desenrolar das tramas, pois não há o “rótulo” de investigadora, então consegue investigar e buscar pistas através de conversas e visitas informais. Essa “inocência informal” disfarça a astúcia descrita em seus “olhos azuis cintilantes”. Gosto de dois livros que possuo:

Nêmesis (Nemesis) - 1971 | Comprar: Book Depository
Miss Marple recebe de um antigo amigo um pedido para por seus dotes investigativos em ação em um crime que não foi capaz de resolver antes de morrer. Ele não fornece muitos detalhes, apenas uma excursão que deverá ir e a palavra "Nêmesis".

Um Crime Adormecido (Sleeping Murder) - 1976 | Cmprar: Book Depository
Trata-se da estória de uma jovem recém-casada que compra uma casa no litoral do sul da Inglaterra, que começa a revelar sinais sinistros. Gwenda, como é chamada, começa a ter lembranças, e posteriormente fica sabendo que já morou lá quando pequena. Com a ajuda de seu marido Giles, e da tia de seu amigo Raymond West, Miss Marple, consegue resolver o caso.

O casal Tommy e Tuppence Beresford aparece em diversos romances, que, por mostrarem os personagens envelhecendo, dão uma ideia de sequência. Em seu último romance, O Portal do Destino, as aventuras dos dois são lembradas em algumas ocasiões. Paixão à primeira vista pelo estilo de investigação dos dois: mesmo quando envelhecem, acho divertido o jeito que os dois discutem sobre o crime. Pelo que vi da lista, já li todos os livros, mas meus favoritos são os dois primeiros volumes, por estarem mais jovens e mais ativos.

O Inimigo secreto (The Secret Adversary) - 1922 | Comprar: Book Depository
Acontece no período após a Primeira Guerra Mundial, e os dois jovens estão desempregados e com vontade de viver aventuras. Eles investigam sobre uma garota que, durante a guerra, era portadora de um documento com informações que comprometiam a Inglaterra e os países aliados. Um personagem misterioso, Sr. Brown, que é mestre dos disfarces, se faz bastante presente na estória.
Sócios no Crime (Partners in Crime) - 1929 | Comprar: Book Depository
Já casados, os Beresford abrem uma empresa de investigação a pedido do chefe da Inteligência Britânica para resolverem uma série de casos. O casal se utiliza de métodos de famosos personagens de histórias policiais, como Sherlock Holmes (Conan Doyle) e Poirot, da própria Agatha Christie.
Outros livros de Agatha Christie, que não possuem esses personagens famosos, também são conhecidos, por sua riqueza de detalhes e genialidade da história. Devido ao número, irei citar apenas o meu favorito, que também é considerado um best-seller:

O Caso dos Dez Negrinhos/ E Não Sobrou Nenhum (And Then There Were None) - 1939 | Comprar: Book Depository
O primeiro título causou polêmica nos EUA e Europa, tendo que ser modificado para outro politicamente correto. A narrativa é em terceira pessoa, se passa numa ilha, onde 10 pessoas estranhas entre si foram atraídas por um casal misterioso. Após o jantar, ouvem uma voz vinda de um gramofone, acusando cada um de um crime no passado. São encontradas 10 miniaturas de estátuas de negrinhos numa mesa. Todos encontram em seus respectivos quartos um poema, cujo conteúdo descreve como será a morte de cada um. Durante a estada na casa, os assassinatos vão acontecendo conforme a descrição do poema, e a cada morte, uma miniatura some. No fim, quando a polícia consegue chegar ao local, uma carta do assassino é encontrada com todas as explicações de como e porque cometeu tais crimes.

Os livros de Agatha Christie são famosos mundialmente e muito bem reconhecidos pela crítica. Várias reedições podem ser encontradas nos dias atuais, inclusive em formato Pocket Book (que são meus favoritos pela sua praticidade em levar na bolsa). Estes geralmente custam de R$14,90 a R$19,90. Espero poder ter passado um pouco de minha empolgação ao falar sobre uma escritora tão querida!


Créditos das imagens: L&PM Editores, AgathaChristie.com
*Os links de compra do Book Depository renderão ao blog uma comissão para cada venda realizada.

Desafio Literário - Fevereiro 2013

5 de março de 2013

Passando rapidinho por aqui para falar sobre os livros que li no mês de fevereiro. Foram apenas dois, pois eu fui sugada por um vortex de desespero chamado TCC...

Cuidado com os spoilers!

Carrie (Carrie, A Estranha) - Stephen King
CARRIE narra a atormentada adolescência de uma jovem problemática, perseguida pelos colegas, professores e impedida pela mãe de levar a vida como as garotas de sua idade. Só que Carrie guarda um segredo: quando ela está por perto, objetos voam, portas são trancadas ao sabor do nada, velas se apagam e voltam a iluminar, misteriosamente. Aos 16 anos, desajustada socialmente, Carrie prepara sua vingança contra todos os que a prejudicaram. A vendeta vem à tona de forma tão furiosa e amedrontadora que até hoje permanece como exemplo de uma das mais chocantes e inovadoras narrativas de terror de todos os tempos. [Skoob]
Esse foi o primeiro romance publicado pelo Stephen King, em 1974. Esse também foi o primeiro livro que li do gênero terror, mas nem achei assustador assim. Me deu vontade de ler mais livros desse gênero, mas acredito que para o bem da humanidade (leia-se: para que eu consiga ir na cozinha beber água no meio da noite, com tudo escuro e o maior silêncio do mundo sem medo) é melhor não...

Enfim, foi uma leitura interessante, se bem que eu fiquei um pouco incomodada com os spoilers que algumas notícias de jornais e documentos fictícios - que eram entrecruzadas com a narrativa normal - contavam sobre o fim do livro. Também me senti muito revoltada com o sofrimento diário que a Carrie passava e fiquei me perguntando se teria feito o mesmo se estivesse no lugar dela e sofrido o que ela sofreu.

What I Know Now: Letters to My Younger Self - Ellyn Spragins
Esse livro é uma coletânea de 41 cartas escritas por mulheres famosas (bem, pelo menos nos Estados Unidos!) com conselhos e insights que elas gostariam de contar para as suas versões mais novas. É um livro bem tocante, e mostra como essas mulheres consideradas de sucesso (na definição mais tradicional da palavra, pois para mim a palavra "sucesso" tem várias definições) passaram por diversos problemas e provações para chegar onde estão e servem de inspiração para outras pessoas, principalmente mulheres que encontram dificuldades parecidas pelo caminho.

É um livro curto e, por isso, ótimo para ler no ônibus (único momento que tenho para ler mesmo, chuif!). Apesar de não ser uma leitura muito profunda, geralmente uma breve descrição da pessoa e uma carta de uma ou duas páginas, achei bem interessante e me fez pensar o que a minha versão Carol do futuro teria para dizer para a minha versão de hoje. Fiquei me perguntando que conselhos eu teria para "me dizer" e que me ajudassem a passar essa fase atual de um turbilhão de dúvidas na cabeça.


Com esses dois, já são 6 livros lidos da minha meta de 50. Se eu me manter nesse ritmo, acho que consigo realizar o Desafio, ou pelo menos chegar bem perto! E vocês, que livros estão lendo no momento?
© Desopilar. Design by FCD.