O que eu li nos últimos três meses (e o que estou lendo no momento)

25 de julho de 2013

Acordei hoje com uma vontade de finalmente testar o modo manual da câmera! Depois de várias tentativas, acabei desistindo de me tornar uma fotógrafa da noite pro dia e por isso as fotos ficaram nesse tom azulado mesmo. Eu pretendia falar sobre cada livro aqui, mas depois percebi que eram livros demais e que esse post nunca sairia de tão longo, então vou fazer só um breve comentário. Chegando na metade do Desafio Literário, estou até saindo bem, só 2 livros atrás da meta inicial de 50, mas acho que dá para alcançar!

Dragão Vermelho, por Thomas Harris 
Na verdade, li esse livro em abril, então não devia entrar nesse post, mas tarde demais...

On Writing, por Stephen King
Livro fantástico, meio autobiográfico e cheio de dicas para o aspirante a escritor. Apenas o segundo livro que li do autor, mas já sinto uma grande conexão que nem sei explicar! Recomendo muito, muito, muito!

Por Favor, Cuide da Mamãe, por Kyung-Sook Shin
Eu precisava muito ler esse livro e nem sabia. Comprei por impulso, porque estava na promoção e tinha ouvido falar vagamente sobre o título e que era bom. Ainda bem, mudou algo em mim e eu nunca mais fui a mesma.

A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista, por Jennifer E. Smith
Um livro divertido, nada extraordinário, mas que é gostoso e fácil de ler.

Um Bestseller Pra Chamar de Meu, por Marian Keyes
Adorei! Apesar de ser meio grandinho, li quase que numa tacada só. Nem vou dizer que literatura chick-lit tipo essa é uma guilty pleasure, pois não tenho vergonha alguma em falar que adoro!

O Prisioneiro do Céu, O Jogo do Anjo, Marina e O Príncipe da Névoa, por Carloz Ruiz Zafón
Comprados numa promoção também, me deixaram apaixonada pela escrita do Zafón. Apesar de nenhum ser tão incrível quanto A Sombra do Vento, foram leituras muito interessantes - e até um pouco assustadoras... Sério, eu me arrepiei demais lendo O Príncipe da Névoa e Marina, e olha que são livros infanto-juvenis!

A Menina do Vale, por Bel Pesce
Já falei sobre a Bel Pesce e um pouquinho sobre o livro dela aqui!

The Amber Spyglass, por Phillip Pullman (His Dark Materials, #3)
Acho que essa série merece um post exclusivo, então nem vou falar nada aqui.

The Rosie Project, por Graeme Simsion
O livro veio autografado! Li em uma dia, muito engraçado e diferente e me fez lembrar muito de mim mesma e do Sheldon, de The Big Bang Theory.

E o que estou lendo no momento:

Extremamente Alto e Incrivelmente Perto, por Jonathan Safran Foer
Comecei ontem, então nem tem muito o que falar. Só vi um pedaço do filme e não conheço bem a história,  mas já tenho uma noção de como é. Levei um susto enorme quando vi essa parte toda rabiscada de caneta, até perceber que, não, minha cópia não veio usada, o livro é assim mesmo!

The Vintage Guide to Classical Music, por Jan Swafford
Eu não sei muita coisa sobre música. Na verdade, eu não sei nada mesmo. Li uma resenha uns anos atrás sobre esse livro, entrou pra minha lista e comprei numa promoção assim aleatória do Book Depository. Estou gostando muito, mas lendo bem devagar, para poder acompanhar ouvindo as composições no Youtube!

A Invenção das Tradições, por Eric J. Hobsbawn
O meu sonho era ler todas as "Eras" escritas por Hobsbawn, mas acabei começando por esse mesmo. Não é assim uma leitura necessariamente divertida, mas acho esse assunto bem legal e então vou lendo aos pouquinhos.

Links Interessantes da Semana 19/07/13

19 de julho de 2013

Para Praticar e Melhorar o Inglês: Reading (Parte I)

14 de julho de 2013

Esse é um post que eu venho tentando escrever faz tempo. Basicamente, o que quero mostrar aqui é como eu estudo inglês em casa para não esquecer do que já aprendi e, claro, aprender coisas novas. Não vou falar sobre qual o melhor curso ou quais são as gramáticas essenciais nem nada do tipo, e sim como é possível melhorar o seu inglês praticando todos os dias.

Não tem nenhum segredo, para melhorar a sua leitura e compreensão em inglês você precisa... ler! Se você só está começando e acha que ainda não está pronto(a) para ler autores como Charles Dickens ou Jane Austen no original, não se preocupe. Várias editoras possuem livros do tipo graded readers, que são livros escritos de maneira simplificada e, assim, mais fáceis de compreender.

A maioria das editoras que publicam livros desse tipo possuem diversos níveis de acordo com o vocabulário, a complexidade das estruturas gramaticais e também pelo número de palavras. Além disso, na maioria das vezes elas ainda disponibilizam um CD com atividades e exercícios relacionados à história e/ou também com o audiolivro, tornando possível fazer shadow reading (ler acompanhando o áudio, o que ajuda a reforçar a pronúncia e a entonação adequada das palavras).

A Penguin Books, editora que conheço melhor, tem quatro séries de livros do tipo: Penguin Kids, Penguin Young Readers, Penguin Active Reading e Penguin Readers. Assim, os livros da série Penguin Readers, por exemplo, vêm em 7 níveis diferentes, cada um correspondendo a uma dificuldade e com um número máximo de palavras (de acordo com a imagem ao lado).

O site da Extensive Reading Foundation (ERF), uma fundação beneficente e sem fins lucrativos que apoia e promove a leitura, fornece uma lista de várias editoras que possuem séries do tipo graded readers, como a Penguin Books, a Cambridge U. Press e a Oxford U. Press, entre outras. Lá, é possível encontrar também uma lista dos títulos publicados por cada uma dessas editoras, classificados por nível (e ainda uma tabela comparando as diferentes classificações usadas pelas editoras).

Agora, onde encontrar livros desse tipo? Se você fizer algum curso de inglês e tiver acesso a uma biblioteca, recomendo pegar emprestado um livro desses sempre que possível. Você pode também encontrar em sites como Book Depository, Amazon e Livraria Cultura. (Ou você pode procurar para download gratuito, mas você não leu isso aqui. *cof cof*).
Capítulo 1 do livro "The Adventures of Tom Sawyer": versão original (Projeto Gutenberg) vs. Penguin Readers Level 1
Se quiser ler na versão original, recomendo muito o Projeto Gutenberg, uma biblioteca digital onde é possível encontrar mais de 43.000 livros gratuitos. Você pode ler os livros online, como também fazer o download em diferentes formatos (tipo Epub e Kindle). Não sabe por onde começar? Veja a página dos livros mais baixados aqui. Lembrando que não é possível encontrar livros muito recentes por lá, e sim aqueles que já tiveram os direitos autorais expirados.
Veja também:
Diretório de bibliotecas digitais
Ranking das melhores bibliotecas digitais do mundo
The Online Book Page
Histórias em quadrinhos, tirinhas, graphic novels e mangás também são ótimos para praticar a leitura em inglês. Os diálogos são mais curtos e as ilustrações ajudam na compreensão (mas também podem ser cheias de gírias e expressões idiomáticas, o que pode dificultar as coisas...). Para quem tiver interesse:

Webcomics que acompanho:
Incidental Comics - Coisas do dia a dia, observações sobre arte e criatividade
Cat versus human - Comics hilárias inspiradas na vida de Yasmine e seus gatinhos
Scandinavia and the World - Se os países fossem pessoas, como seriam os seus relacionamentos?
xkcd (Explain xkcd wiki) - "Um webcomic de romance, sarcasmo, matemática e linguagem"
Zen Pencils - Citações inspiradoras de pessoas famosas adaptadas em forma de comics
Monica's Gang - Quadrinhos da Turma da Mônica traduzidos para o inglês

Comic books & Graphic Novels:
167 Places For Free Comic Books And Graphic Novels Online
Stream Comics
The Collins Compendium of Free Online Comic Books

Mangás:
Manga Fox
Batoto
Manga Traders
Outras forma de praticar a leitura em inglês é através de jornais, revistas, blogs e sites. Se quiser receber revistas internacionais em casa, no site Assine Shop é possível assinar revistas como The Economist, Time, Vogue, Marie Claire, Allure, Elle, Dazed and Confused, entre outras, com o preço parecido ao encontrado nas bancas aqui no Brasil, mas você pode fazer a assinatura indo direto no site da revista que sai bem mais barato. Para mim, a melhor opção para quem quer o conteúdo completo (de forma legal), não acumular papel e gastar bem menos é fazer a assinatura da versão digital da revista. No Zinio, por exemplo, você faz o download da revista para o computador ou usa um aplicativo específico para Android, Apple iOS ou Windows 8, com mais de 5.500 revistas do mundo inteiro.
Selecionei três revistas que tenho interesse em assinar, só para comparar os preços aqui. Bem mais em conta comprar na Zinio, não? Também acho que blogs e sites dependem muito das preferências de cada um, mas se quiserem indicações, recomendo dar uma olhada na página de Links aqui do blog.

Você ainda pode praticar a sua compreensão e melhorar a leitura em inglês assistindo séries e filmes com legendas em inglês. Isso funciona muito bem com programas que você já viu antes e por isso já tem uma noção do que acontece, passando a se concentrar mais no que é dito. Agora, se quiser "aumentar a dificuldade", experimente ver sem legendas. No início, pode parecer quase impossível, mas com o tempo você percebe que vai ficando mais fácil (e quando menos espera, está vendo vídeos de humor do Kevin Bridges sem pausar!).

E, para terminar, você pode praticar lendo as letras das músicas que gosta de ouvir em inglês. Estava em dúvida se deveria falar sobre isso neste post ou no sobre o Listening, mas decidi colocar aqui. Então, você pode escutar a música e tentar transcrevê-la, mas tomando cuidado com as gírias e neologismos que muitas letras tem, ok? Para isso, o Letras Terra serve muito bem.

Enfim, acho que é só isso que tenho para falar sobre a parte de Reading. Nos próximos posts vou falar um pouco sobre o Listening, Writing e Speaking, senão esse aqui ia ficar muito longo. Se alguém tiver alguma indicação ou sugestão a fazer, é só deixar nos comentários!
© Desopilar. Design by FCD.