Retrospectiva Literária 2013

8 de dezembro de 2013

O Jake aprova esse post!
Vi agora na comunidade Nerdfighters Brasil no Facebook essa lista de perguntas sobre uma retrospectiva de livros lidos em 2013. Decidi responder aqui no blog e aproveitar para me estender mais nas respostas:

Quantos livros você leu em 2013 (até agora)?
48. E pretendo passar dos 50 previstos no desafio literário desse ano, se der tempo, claro. Algumas pessoas se assustam quando falo sobre os livros que li esse ano (e nos desafios anteriores) e geralmente perguntam coisas do tipo "mas você entende mesmo o que está lendo?", "ah, não sei como você consegue ler tanto, eu não tenho tempo para isso", e a minha favorita "você pelo menos tem vida social?". Quero aproveitar para deixar claro:
  1. Só porque eu leio rápido não significa, necessariamente, que eu esteja fazendo skimming ou scanning* só para chegar até o fim do livro e poder aumentar o contador do Goodreads. Talvez, e só talvez, eu goste muito dos livros que leio e, quando leio com prazer, acabo lendo mais rápido do que quando faço por obrigação de terminar algo que não estou gostando. Assim, evito ficar me arrastando por meses para terminar uma leitura chata e que não rende (true story). Além disso, descobri que leio rápido porque leio bastante. E quanto mais eu leio, mais rápido eu consigo ler. E por ler rápido, eu consigo ler mais livros. E... deu pra entender.
  2. Isso implica que eu tenho tempo demais nas minhas mãos (talvez eu até tenha), mas ler para mim é uma prioridade.
  3. E, não, eu não tenho.

Qual livro mais te decepcionou?
Je voudrais que quelqu'un m'attende quelque part, de Anna Gavalda. Nem lembro quando foi que esse livrou entrou na minha lista de desejos, mas ele já apareceu aqui várias vezes em posts do tipo. O livro reúne 12 contos bem curtos sobre eventos cotidianos escritos de forma bem criativa pela escritora. É um livro bem leve de ler, mas também muito fácil de esquecer. Talvez eu tenha me decepcionado por ter ouvido falar muito bem dele, o que fez com que eu criasse altas expectativas. Ou, o que é bem mais provável, a "essência" do livro se perdeu na minha leitura, que ainda não é a das mais fortes em francês...

Qual livro mais te surpreendeu?
As Fronteiras do Universo, de Phillip Pullman. Essa trilogia foi uma surpresa muito boa nesse ano cheio de surpresas (na maioria, positivas). Eu esperava uma história interessante, mas foi muito mais do que eu poderia imaginar. Fiquei devendo uma resenha mais detalhada sobre esses livros aqui, prometo que um dia sai!

Que livro te fez rir?
O ancião que saiu pela janela e desapareceu, de Jonas Jonasson. O livro conta a história de um velhinho que não quer de jeito algum comemorar o seu centenário no asilo em que vive e decide sair pela janela e fugir. Muito engraçado, irônico e divertido, o livro acompanha vários dos principais eventos históricos do século XX e que se relacionam com a vida desse velhinho ex-fazedor de bombas.

Que livro te fez chorar?
Por Favor, Cuide da Mamãe, de Kyung-Sook Shin. Por Favor, Não Vamos Falar Sobre Esse Livro, Me Dá Vontade de Chorar Só de Lembrar.

Quais foram os seus favoritos? (no máximo 5)
1. As Fronteiras do Universo, de Phillip Pullman
2. Ficções, de Jorge Luis Borges
3. A Insustentável Leveza do Ser, de Milan Kundera
4. O Sol é Para Todos, de Harper Lee
5. Vampire Academy, de Richelle Mead

(Sim, eu sei que o primeiro é na verdade uma trilogia e o quinto são 6 livros no total, mas eu já tive que escolher entre tantos livros incríveis que li esse ano, então me deixem!).

Que livro fez você ficar com vontade de grifar tudo?
On Writing, de Stephen King. Tá que o livro é de não-ficção, mais técnico, mas mesmo assim eu chorei lendo (o que esperar de alguém que chora até vendo comercial de banco na TV?) sobre a vida dele e as dificuldades que ele passou até conseguir publicar o seu primeiro livro (que por acaso foi Carrie, A Estranha, que por acaso eu vi ontem o remake no cinema, e que por acaso não gostei muito não...). Ah, sim, o livro tem muitas dicas úteis para aspirantes a escritor, por isso recomendo ler com um bloquinho de anotações e um pacote de fitas adesivas coloridas ao lado.

Quem foi sua personagem feminina preferida?
Rosemarie "Rose" Hathaway, de Vampire Academy. Para mim, a definição de uma personagem badass, com as melhores frases na ponta da língua (e os melhores socos na ponta das mãos... Não, não? Tá, parei). Inventei até o WWRD (What Would Rose Do?), para ser usado nos momentos em que eu quero encontrar a resposta mais sarcástica possível.

E masculina?
Em dúvida entre Adrian Ivashkov, também de Vampire Academy, e Pastor, a versão do Diabo de Saramago em O Evangelho Segundo Jesus Cristo.

Qual é sua meta para o ano que vem?
Tentar ler 50 livros, mas dessa vez talvez focando em temas ou autores por mês, ainda não tenho certeza. No início do ano que vem faço uma daquelas listas para me nortear, como eu fiz esse ano.

*Se quiser saber mais sobre essas técnicas de leitura, recomendo esse link aqui (em inglês).

11 comentários

  1. kkk Adorei o post! Ri tanto!
    Eu me lembro de ter perguntado como você conseguia ler tanto! heheh
    Eu sei que quando EU leio muito rápido não lembro bem dos detalhes depois... Como no último livro de HP, que eu só sei o que acontece porque vi os filmes. HA-ha-ha :(

    Bjooo!

    Ah! Como meta pessoal de fim de ano (e para fazer ANTES DE 2014) você deveria se impor terminar de escrever as resenhas que prometeu aqui no blog para "um dia". Não, não a de todos os livros, mas as do que VOCÊ PROMETEUUUU! Promessa é dívida *toda criança sabe disso*! rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciana, o pior é que não importa o tempo que eu demoro para ler, eu sempre esqueço dos detalhes. Tipo Anna Karenina, passei um ano lendo e nem faz tanto tempo assim, mas só me lembro do essencial mesmo. Então tanto faz pra mim ler rápido ou devagar, eu vou acabar esquecendo mesmo (puxa, que pessimismo!).

      Veja como exemplo Harry Potter: eu já li cada um dos livros, no mínimo, umas 10 vezes, ao longo de muitos anos, e se você me perguntar algum detalhe menor, eu não vou lembrar...

      O problema das resenhas é que eu não sou muito boa em escrevê-las e não que eu não me lembre ou tenha tempo. Eu vejo vários blogs com resenhas muito boas, e me pergunto se vale a pena um simples "gostei/recomendo", que é o que eu geralmente faço.

      Excluir
    2. Claro que vale a pena um simples "gostei/recomendo". Um "gostei/recomendo" seu vale ouro! ;)

      Se ligue, minha filha! hehehe
      Bjo!

      Excluir
  2. Aconteceu a coisa mais estranha, eu li o post com a sua voz (assim tá mais pra lembrança da sua voz na minha cabeça, com sotaque e tudo) e isso nunca aconteceu antes, mas acho que agregou muito valor a tudo que eu li aqui...

    Acho que vou mandar a primeira parte do post pra minha tia penha hehe... no meu caso acho que a curiosidade e a ansiedade me fazem entrar numa especie de prisão da qual eu só posso sair pra fazer qualquer coisa a mais na vida quando eu terminar de ler... por isso eu leio as coisas que eu gosto tão rápido, e por isso eu só procuro ler quando tenho tempo pra isso, pra não precisar interromper a leitura, o que infelizmente diminui significativamente a quantidade de livros que eu leio por ano (meta pro ano que vem: começar a contar e anotar os livros que eu leio pra saber quantos são por ano, afinal...).

    E falando em livros, como anda o seu, Carol? Quando abrir a pré-venda me avisa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ray, o NaNoWriMo foi o maior fail do ano... Um dia esse livro sai, espero! *cruza os dedos*
      Essa de ler o post com a minha voz acontece o tempo todo comigo, mesmo nunca tendo ouvido a voz da pessoa antes! Eu imagino como a voz seria e sempre que leio um texto dela eu imagino de um jeito, huhauahua
      E eu tenho um pequeno probleminha em só ler quando tenho tempo, parece que quanto menos tempo tenho para ler, mais livros interessantes/incríveis aparecem para mim!
      Recomendo muuuito usar o goodreads para catalogar os livros, você não vai se arrepender. Se quiser, tem um app chamado "Book Catalog" pra Android que pega o código de barra/ISBN e facilita essa parte de listar os livros (tô pensando em fazer um post sobre ele aqui!).

      Excluir
    2. Faaaaz, pelamordedeeeeus! Faça esse post! Já ouvi falar vagamente deste app e tenho muita curiosidade. Aprovo a ideia! ;)

      Excluir
  3. Também vi essa lista no grupo e deixei pra responder no blog, acho muito melhor porque a gente pode escrever bastante ^^

    Eu também leio rápido assim, esse ano já li 59 livros, juro que entendi todos que li. Quanto mais a gente lê mais rápido vai lendo, e quando a leitura é boa, a gente termina em menos de um dia.

    Fiquei curiosa pra saber qual a trilogia no limite do universo, o nome me chamou atenção ^^

    Ler, imaginar e criar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, quando eu comecei a escrever a resposta lá no grupo percebi que ia ficar gigantesca, daí puxei pra cá! E nossa, invejinha de você por ter conseguido ler 59 livros. Acho que se eu tivesse me empenhado mais e não ter passado tanto tempo fazendo coisas inúteis, poderia ler mais um cinco esse ano! E um dia sai a resenha dessa trilogia, um dia...

      Excluir
    2. Depende do livro que a gente pega também, você só leu alguns a menos que eu. Quem sabe ano que vem a gente não chega no 100? rs'

      Vou esperar esse dia ^^

      Excluir
    3. Aaah, 100 livros seria um sonho! *-* Quem sabe, Marina, quem sabe...

      Excluir
  4. Elielce Soares18/12/13 11:02 AM

    Querida filha, os livros que li, que você indicou (você conhece o meu estilo), amei! Vou arranjar um tempinho para poder ler outros da lista. Adorei o livro: "UM ANCIÃO QUE SAIU PELA JANELA E DESAPARECEU", já o indiquei a várias pessoas. Beijo

    ResponderExcluir

© Desopilar. Design by FCD.